Genjitsushugi Yuusha no Oukoku Saikenki - Capítulo 3 B

Tradução: KingOfHornet | Editor: KingOfHornet

Capítulo 3 – Lanche do Rei B


*Perspectiva de Souma*

“Ei Souma. Eu sei que precisamos usar a sala de jantar, mas…” (Liecia)

“Como?” (souma)

“O número de pessoas presentes não está muito baixo?” (Liecia)

Como a Liecia apontou, a sala de jantar estava cheio de uma agitação ao contrário do que costumava ser.

Era uma sala de jantar que era usada para as pessoas que trabalhavam dentro do castelo, como a Guarda Real, os camareiros / camareiras e até o rei anterior, então não havia problema para uma grande quantidade de pessoas comendo ao mesmo tempo, pois era fornecida com 30 mesas longas. No e entanto, atualmente, exceto por uma única mesa longa, todas as outras mesas foram reservadas para criar um vasto espaço vazio. Apesar disso, a quantidade real de espaço liberado era apenas a área próxima da mesa longa, já que o resto da área estava completamente cheio de pessoas ou peças de máquinas.

Entre outros, um grande cristal que atingiu o teto ocupava mais espaço.

“Você quer usar a [Transmissão Real] novamente?” (Liecia)

“Eu sinto que seria um desperdício usar este método conveniente apenas para ler proclamações de guerra. Pretendo usar isso rotineiramente a partir de agora.” (Souma)

Uma vez que era algo semelhante à “Televisão”, as pessoas modernas perceberiam o poder das Mídias de Massas (para melhor ou pior). Poder enviar informações importantes aos cidadãos rapidamente e também poder garantir o apoio dos cidadãos através da transmissões de programas de entretenimento. As fraquezas deste método foram o fato de que não havia ferramenta de gravação, por isso sempre deve ser uma transmissão ao vivo; também a imagem só pode ser vista na cidade (as aldeias só podem ouvir o áudio). Mas isso era algo que precisaria esperar até que a tecnologia (magia?) avançasse o suficiente para resolver isso algum dia no futuro.

Por sinal, eu estava pensando em iniciar o programa de entretenimento mantendo a [Competição de Canto] primeiro. Como Juna-san já havia sido reconhecida como a vencedora do grupo de pessoas talentosas anteriores, derrotando vários outros participantes, está [Competidão de Canto] poderia ser considerada como a estréia de uma Idol ou de um Cantor que pode garantir o apoio dos cidadãos. A propósito, não consegui criar grupos de Idol’s. No momento, havia uma necessidade de realizar transmissões ao vivo constantemente, então eu pensei que era melhor para todos fazerem suas estreias individualmente, definindo um cronograma de rotação.

O primeiro programa de transmissão pública de Elfrieden… O sonho continua em expansão.

◇ ◇ ◇

*Livro de História*

Mais tarde, Souma estabeleceu a EBC (Companhia de Transmissão Elfrieden) departamento dentro do castelo para realizar programas de transmissão pública usando o sistema de Transmissão Real. Os conteúdos eram principalmente novidades e programas de músicas popular, mas ocasionalmente havia programas de culinária ou programas de comédia transmitidos também. Este conceito que nunca tinha sido pensado por ninguém até então foi muito apreciado pelos cidadãos. No entanto, depois de várias centenas de anos, cada família tinha seu próprio receptor de transmissão miniaturizado e o sistema de Transmissão Real foi produzido em massa até que fosse possível iniciar empresas comerciais de transmissão, fazendo com que a presença da EBC diminuísse ao longo do tempo. Contudo, não era algo a ser lamentado, mesmo se a transmissão pública da EBC fosse considerada antiquada e desatualizada com os espectadores alegando [Mesmo que tenha ido lá, não haverá nenhuma diferença] ou [Somente os velhos vêem isso], mas isso também serviu de prova de que o mundo realmente se tornou pacífico.

◇ ◇ ◇

*Perspectiva de Souma*

“Sobre o que você está sorrindo? Isso está me dando arrepios, você sabe?” (Liecia)

Liecia olhou-me com olhos frios enquanto estava contando o frango antes que os ovos chocassem*5*.

*Nota do Tradutor: Um provérbio: você não deve contar com algo antes de acontecer. Você não deve esperar que todas as suas esperanças sejam cumpridas.

… Eu não poderia dizer “não é nada”, certo?”

“De qualquer forma, desde então, o objetivo é fazer uma culinária que normalmente não seja a comida deste país. Então, não é mais eficiente se também divulgarmos isso aos cidadãos ao mesmo tempo? Por essa razão, especialmente convidamos todas as meninas bonitas para este lugar.” (Souma)

“Você quer dizer Juna-san?” (Liecia)

“Isso também inclui Liecia-san. E também Aisha-san e Tomoe-chan. Afinal, eles disseram que o ABC da programação bem sucedida são Animais, Belezas e Crianças. A beleza tradicional: Liecia, a beleza saudável bronzeada: Aisha, a beleza com charme de ambos adultos e mulheres: Juna, a beleza com orelhas de animal e a criança: Tomoe-chen. Porque todas as belezas extraordinariamente talentosas estão aqui, então podemos captar facilmente a atenção dos cidadãos, você não concorda?” (Souma)

“E-eu… também estou incluída…” (Liecia)

O rosto de Liecia ficou vermelho. Os outras três estavam respondendo uma após a outra.

“Será minha honra, Sua Majestade.” (Juna)

“Wha-! Se é isso que o meu Senhor espera de mim, então vou me dedicar a cumpri-lo!” (Aisha)

“Hawawa, mas, vou fazer o meu melhor!” (Tomoe)

Elas estavam mostrando sua ansiedade. Enquanto isso, desde que Hakuya prontamente avançou os preparativos para a transmissão, Poncho estava confirmando os ingredientes com pressa. Olhando para isso, parecia que as cartas em minha mão também tinham sido aprimorados. Naturalmente, você nunca poderá ter muitas pessoas talentosas*8*.

Então encarei todos e entreguei um comando.

“Então vamos começar e ir ‘Ao Ar’.” (Souma)

◇ ◇ ◇

*Narrador*

A projeção mostrou um homem e uma mulher vestindo um longo vestido e uniforme

“Bom dia para todos em Elfrieden!” (Juna)

“Bo-Bom dia.” (Poncho)

“Este é o programa de informação do Castelo Real Elfrieden: “O Almoço Brilhante do Rei.”, abreviando para [O Lanche do Rei], o anfitrião será eu, Juna Dohma*10″ (Juna)

“Po-Poncho Ishizuka Panacotta in-informará, sim!” (Poncho)

“… Poncho-san, não fique nervoso por nenhuma razão!” (Juna)

“Isto não é por nenhuma razão, não estou familiarizado com isso… Juno-dono é realmente impressionante. Eu estou com inveja, sim.” (Poncho)

“É porque eu preciso poder cantar bem na frente dos convidados. Caso os espectadores visitem o café cantor [Lorelei] em Parnam, por favor me tratem bem.”

“Por favor, não insira uma publicidade tão conspícua” (Poncho)

Ahahahahahaha!

Uma mulher lúdica linda e um homem agitado e roliço estavam realmente em contrantes um com o outro. O povo das fontes estavam tentados a rir.

“Bem, então, comecemos a explicação do objetivo desse programa.” (Juna)

“O-O Décimo Quarto (Temporário) Rei de Elfrieden, Sua alteza Souma Kazuya, sim!” (Poncho)

“Ooooooo” a praça tornou-se barulhenta.

Na projeção estava a imagem do jovem rei que viram no momento da reunião de talentos.

“Uma vez que ainda não fui coroado, não há necessidade de me referir como um Rei… Ha, Saudações a todos. Este é o atual rei atuante, Souma Kazuya. Agora eu quero que vocês ouçam sobre o estado atual deste país…” (Souma)

“Ele não parece um Rei”, falou alguém na multidão. Não pode ser ajudado desde que ele acabou de ser nomeado para isso. Sem saber disso, Souma começou sua explicação na frente do quadro com o gráfico e o diagrama do estado da situação atual da nação. Ele especialmente elaborou sobre a raiz da falta de alimentos.

“… desta forma, as condições atuais causadas pela alta demanda de novos produtos, a causa principal da questão da falta de alimentos desta vez foi porque os agricultores mudaram a plantação e ao invés de plantar colheitas alimentares eles foram para colheita comerciais como o algodão. Claro, isso não é culpa dos agricultores sozinhos, mas também dos comerciantes que os obrigaram a vender essas colheita, os militares que ganharam lucro com isso, e, finalmente, a família real que negligenciou esta situação. Peço a todos vocês perdão por isso.” (Souma)

Depois de dizer isso, Souma inclinou a cabeça. Um Rei inclinando a cabeça em direção a seus assuntos era algo que nunca aconteceu antes. Mesmo que essa situação não era algo causado pelo reinado de Souma.

“A partir de agora, o nosso país mudará de plantação de cultivos comerciais para cultivos alimentares, no entanto, isso só terá resultado no outono. Também consideramos a importação de alimentos de outros países. No entanto, esta situação é desfavorável. O primeiro motivo é porque deixaremos de exportar nossa principal exportação, que é algodão, também não poderemos adquirir moedas estrangeiras. O segundo motivo é porque todos os outros países têm a mesma situação alimentar do que o nosso país. Você não pode dar algo que você não possui.” (Souma)

O conteúdo do discurso do Rei era suficiente para desencorajar os cidadãos. No entanto, os cidadãos ficaram mais surpresos do que abatidos desde que o Rei disponibilizou a informação ao público. Normalmente, um superior não divulga qualquer informação que ele tenha para seu subordinado, uma vez que essa informação pode incluir seu próprio erro. Também há consciência de que os subordinados não entenderiam a política nacional em primeiro lugar. Na verdade, mesmo se o conteúdo da explicação do Rei atual pudesse ser compreendido pelas crianças do ensino fundamental Japonês, apenas 30% dos cidadãos de Elfrieden poderiam compreendê-la.

No entanto, esse jovem Rei divulgou a informação ao público. As pessoas que pertenciam à classe educada ficaram surpresas. Por que ele faria algo como expor seus próprios erros se pudesse levá-lo a perder sua autoridade sobre os cidadãos?

“U-Um… isso é algo que deveria ser mencionado aos cidadãos?” (Poncho)

Poncho timidamente perguntou como se ele se tornasse o representante da voz dos cidadãos.

No entanto, Souma não mudou sua expressão.

“Porque uma pessoa que mantém segredos ela será duvidada. Se as pessoas duvidam se a próxima informação que eu liberar será uma mentira ou não, eu preferia usar minha própria cabeça do que seguir uma mentira. Embora exista alguns, preciso esconder por razões diplomáticas, mas para assuntos domésticos, minha política será de divulgar isso de agora em diante. Quero que meus cidadãos usem sua cabeça. O que esse país deveria fazer? A minha política está correta? Quero que todos pensem nisso juntos comigo.” (Souma)

◇ ◇ ◇

“Esta é a primeira vez que houve um Rei assim…” (Cidadão Aleatório)

Murmurou alguém. Um monarca que queria que seus cidadãos também pensassem sobre a política era algo sem precedentes. Mesmo que existisse uma [Assembléia Nacional] para representar a vontade dos cidadãos, francamente, era apenas [Uma Assembléia para os cidadãos decidir o que dizer para ser apelado ao Rei]. Seja ou não adotado, dependia inteiramente da decisão do Rei, então o conteúdo de seus recursos também era apenas na extensão de [Solicitando uma correção de preço no item XXX inflado] ou [Recurso para trabalhos públicos]. Sua função era como uma caixa de comentários para o governo e não um lugar para discutir decisões políticas reais.

Em primeiro lugar, mesmo agora, esse sistema feudalista ainda estava profundamente enraizado neste país. Ou, em termos mais simples, o sistema político desse país era basicamente [A pessoa à baixo pagará ‘Impostos’ à pessoas acima e a pessoa à acima garantirá as vidas e as propriedades de pessoas abaixo]. Os cidadãos pagariam impostos aos senhores feudais, e os senhores feudais garantiriam as vidas e propriedades dos cidadãos. Os senhores feudais (nobres) pagariam impostos (taxa) para o Reino – em vez da obrigação de prestar serviços militares – e o Rei garantiria suas vidas e propriedades (garantir vidas não só significava proteção de inimigos estrangeiros, mas também fornecendo obras públicas, como melhorar a infra-estrutura e similares).

Uma sociedade completamente estratificada. Embora tenha havido o risco de que se o topo cair, então todo o resto vai apodrecer, mas se você pensar sobre isso do outro lado, exceto pelo governante, não há necessidade de os cidadãos pensarem sobre política, ou pode ser chamado de um sistema político despreocupado, onde os cidadãos só precisam pensar sobre si mesmos.

No entanto, este jovem Rei desejava que os cidadãos usassem suas cabeças. “Eu quero que todos pensem sobre isso junto comigo”, então ele disse. Foi um momento de nascimento de novos direitos e obrigações entre os cidadãos comuns: participação pública na política. Claro isso não significa que o caminho fosse exemplificado. Além disso, mesmo que esse privilégio fosse dado agora, por causa dos baixos níveis de educação entre os cidadãos, claramente seria apenas uma ochlocracia.

No entanto, as semente certamente haviam sido espalhadas.

“Mudanças estarão acontecendo neste país a partir de agora….” (Velho Homem Aleatório A)

“Eu invejo a jovem geração que testemunhará essas mudanças.” (Velho Homem Aleatório B)

“O que você está dizendo, também vamos continuar aqui.” (Velho Homem Aleatório A)

Ao olhar para a figura do jovem Rei, os velhos sorriam vivamente.

◇ ◇ ◇

Sem saber que ele tinha feito uma pequena ondulação, Souma continuou sua explicação.

“Só podemos esperar até o outono até que este problema seja completamente resolvido dessa maneira. Claro, também daremos nossa ajuda, no entanto, será difícil dar a todos os cidadãos neste país, devido à quantidade de recursos ou ao terreno geográfico. Afinal, nem todo mundo vive me planícies.” (Soumas)

Afinal, este país era uma nação onde várias raças se reuniram.

Nas florestas estavam os elfos, nos penhascos íngremes estavam os dragonewts, nas cavernas subterrâneas estavam os anões, no litoral estavam os mermen, juntamente com outras raças que vivam em locais onde a linha de abastecimento não cruzava.

Essas pessoas não poderiam receber os auxílios, assim como as pessoas que moravam nas aldeias rurais dentro da cordilheira.

“É por isso que eu solicito aos meus cidadãos, ou melhor, isso é um decreto.” (Souma)

Souma interrompeu seu discurso neste momento.

Depois de respirar, ele declarou claramente.

“Até o outono, vocês devem sobreviver.” (Souma)

As respirações dos cidadãos foram tiradas pelas palavras que o jovem Rei havia falado.

O significado delas eram simples. No entanto, suas verdadeira intenção não pode ser inferida.

“Porque não temos mãos suficiente como está, é essencial que cada um de vocês se mova para sobreviver. Vá para as montanhas, vá para os rios, vá para o mar. Procure comida, venha junte e coopere. Mesmo que você tivesse que se curvar a alguém ou se esconder com desgraça. Até o outono, apelo a todos aqui para sobreviverem.” (Souma)

Poderia ser dito como uma demissão do seu dever. Por isso, era como se ele dissesse “faça o seu melhor” para as pessoas que sofrem. No entanto, também era uma verdade que alguém não poderia se ajudar se eles também não fizessem o melhor possível.

O jovem Rei sinceramente se desculpou.

“Eu imploro a vocês, todos. Porque tinha o significado de não arruinar a vida de outra pessoa, pode ser difícil. No entanto, eu quero que todos esperem o fruto do outono sem atacar ou roubas as outras pessoas, sem desistir das crianças para reduzir o número de bocas para alimentar, sem abandonar os idosos, sem que falte um único familiar. É por isso que esta transmissão foi projetada para que isso possa ajudar, mesmo que seja somente um pouco.” (Souma)

Souma levantou o rosto e começou a explicar o propósito da transmissão atual. Para comprar tempo até que o problema alimentar seja resolvido, esta transmissão apresentaria os ingredientes que não costumavam ser usados na culinária deste país e demostrar como os cozinhar. Esses ingredientes eram ingredientes que podiam ser obtidos de forma barata (como eles cresciam naturalmente na natureza). E agora, para mostrar que esses ingredientes neste local podem realmente ser comidos, o ingrediente seria transformado em culinária e seria aprovado.

Mesmo os cidadãos indignados por causa da declaração anterior de Souma sobre a renuncia do dever, depois de ouvir o conteúdo da explicação de Souma, essa raiva tinha derretido. ‘Este Rei está realmente pensando em nós’, eles realmente podem sentir sua verdadeira intenção.

“……. com isso dito, Poncho e Juna-dono, confio vocês dois para continuar como os anfitriões a partir daqui.” (Souma)

Terminando sua explicação, Souma voltou a sentar-se em seu assento.

Souma não sabia disso, mas naquele momento nas praças do reino, os aplausos podiam ser ouvidos. As palavras de Souma deixaram uma profunda impressão sobre os cidadãos que o receberam, então espontaneamente o aplaudiram. Sem Souma estar ciente disso, ele já foi reconhecido por eles como seu Rei.

Na projeção estavam Juna e Poncho que assumiram mais uma vez como os anfitriões.

“Bem, vamos começar rapidamente. Poncho-san, qual é o primeiro ingrediente?” (Juna)

“S-Sim! Os primeiros ingredientes são, ESSES!” (Poncho)

*Perspectiva de Souma*

Então Poncho tirou uma caixa coberta por um pano. Então Liecia, Aisha, Tomoe e eu nos alinhamos e nos sentamos como comentadores convidados antes da mesa com a caixa em cima dela. Era uma grande caixa semelhante à um aquário. Então Poncho tirou o pano.

◇ ◇ ◇

Na sala de jantar do Castelo Elfrieden, na Capital da Cidade de Palnam, que havia sido alterada para um estúdio de gravação ao vivo.

“Uuuu…” (Aisha)

“Kyaaaaaaaaaaaaaaaaa!” (Tomoe)

“O-o quê!?” (Liecia)

Quando viram o que estava no topo da mesa, Aisha, Tomoe e Liecia, todas gritavam de três formas diferentes enquanto se afastaram da mesa. Ao contrário, apenas Juna-san e eu ficamos calmos.

O que estava dentro da caixa na minha frente era.

“É um polvo.” (Souma)

“Então, é um polvo.” (Juna)

Uma criatura com corpo macio e oito tentáculos tortuosos, era algo que eu já conhecia: [Polvo]. Mesmo que a vaca ou o porco estivessem fantasticamente distorcidos e tivesse uma concha semelhante a de uma tartaruga, este era apenas um polvo (um pouco maior) de aspecto normal. Bem, mesmo em mundos de fantasias, algo como um [Polvo Gigante] era algo que geralmente aparecia. Eu pensei “Como eu deveria julgá-lo nos padrões de fantasia?”.

Ah, a propósito, neste país, [PolvoTako] era chamado [Otako], então eu pensei que isso soasse semelhante ao polvo. Mas, devido à habilidade de tradução de idioma do Heroi, eu simplesmente o ouvi como [Polvo]. Se os ingredientes que surgirem depois disso fossem coisas que se assemelham a ingredientes da Terra, eu poderia usar seu nome da Terra para se referir a eles.

“Eh? Este país não come polvo?” (Souma)

“Como você pode comer uma coisa nojenta como essa?” (Liecia)

Liecia olhou-me com os olhos arregalados como se tivesse lhe dito algo inacreditável.

Não, não não, é apenas um polvo, entende? Eu não conseguia entendê-la.

“Bem, uma vez que a aparência é assim é apenas comido em certas áreas costeiras. Nós até o comemos na minha cidade natal.” (Juna)

Juna gentilmente deu sua explicação. Bem mesmo na Terra, existem países europeus (exceto Espanha e outros) onde o polvo é chamado de “Peixe do Diabo” e não é considerado um alimento, então era inevitável se também acontecesse aqui… certo?

“Mas é delicioso.” (Souma)

“É assim mesmo” (Aisha)

Eu soltei a palavra “Delicioso” e Aisha imediatamente mordeu. Eu sei que a degustação de comida fazia parte de seu dever de guarda-costas, mas essa garota era inesperadamente gananciosa. Não era que ela fosse uma gulosa, mas gostava muito de alimentos deliciosos, especialmente doces, (confeitos de alta classe apresentados e distribuídos ao Rei ou às empregadas), que ela comeu em tão grande quantidade que fez todas as empregadas ficarem com ciumes [Como ele pode comer muitas coisas, mas ainda pode manter essa proporção corporal…]. Eu estava imaginando que talvez fosse porque ela era criada no meio da floresta, então ela raramente comeu comidas doces.

“Aah. Eu sei que algumas pessoas são exigentes por comer alimentos crus, mas se você apenas esfregar com salmoura e ferver levemente na água, é bastante delicioso, entende.  Assar, grelhar, ou cozinhar com arroz também são opção deliciosas.” (Souma)

“…” (Aisha)

“Aisha. Você está babando, você está babando.” (Souma)

“Ulps!… descupa…” (Aisha)

“Bom sofrimento. Além disso, é rico em proteínas e baixo em calorias por isso também é bom para fazer dieta.” (Souma)

“O-Ouvindo isso, me deixa um pouco curiosa…” (Liecia)

Eu soltei a palavra “Dieta” e, desta vez, foi Liecia que percebeu isso. Não, não, não, eu pensei que Liecia deveria ganhar algum peso, entende? Como ela estava no exército, ela já era bastante delgada.

“Mas, eu não acho que você realmente deveria se preocupar com isso…” (Souma)

“Souma… O tempo em que perdemos o interesse em nosso peso será quando deixamos de ser meninas.” (Liecia)

Com essas palavras, Liecia me admoestou com uma expressão de aparência distante em seu rosto. Como Juna-dono e Tomoe-chan também assentiram fortemente, então eu imaginei que deveria ter sido a verdade. Mas, Aisha foi a única com uma expressão de [Mesmo assim, eu quero comer todas as refeições]…….

“Está certo… então, devemos ver como será cozido?” (Souma)

Depois de nos mudarmos para a cozinha anexada à sala de jantar, o polvo começou a ser cozido. Embora o cozinheiro do castelo tenha dito, [Se você nos pedir, teremos o prazer em fazê-lo…], mas desde que eu gosto de cozinhar, eu cozinhei em vez disso. Primeiro coloquei o polvo em uma tigela grande, e depois com uma faca de cozinha, removi o bico, órgãos, saco de tinta e globos oculares (neste momento o grupo feminino gritou [Uwaa…] mas eu ignorei isso). Em seguida, esfreguei a superfície com sal até que a textura escorregadia se solidifique antes de enxaguar com água. Caso as aberturas de sucção ainda tivessem alguma lama, limpei-o cuidadosamente.

E então eu coloquei as pernas em uma penas de água fervente e fervi aquela criatura em forma de polvo (ainda é um polvo). Depois de ver a cor amarela suja se transformando adequadamente em uma cor-violeta-avermelhada, eu, então, apresentei e com isso, eu terminei esplendidamente o “Polvo Cozido”. Depois de deixar esfriar um pouco, peguei um pedaço das pernas e coloquei na minha boca. Ah, mesmo assim, estava delicioso.

“Coma enquanto está quente!*” (Souma)

“Qu!?” (Liecia)

Liecia e as outros ficaram surpreso com a minha visão comendo sem hesitação. Com base na sensação de mastigar um pedaço, sim, sem qualquer dúvida, esse era o sabor do polvo. O sabor ligeiramente salgado era delicioso. Mas era apenas delicioso; era lamentável que este mundo ainda não tinha nenhum molho de soja!

“… Pode realmente ser comido?” (Liecia)

“Sobre o que você está falando, Liecia? Você só precisa prová-lo, certo?” (Souma)

“Não, isso é… meu coração ainda não está preparado…” (Liecia)

“É assim mesmo? Mas isso é delicioso, você vê.” (Juna)

Dando à hesitação de Liecia um olhar de soslaio, Juna também mastigou um pedaço.

“Ah! Isso é sorrateiro Juna-dono! Então é a minha vez!” (Aisha)

Vendo isso, Aisha também começou a comê-lo… Mas, Ei! Não coma toda a cabeça! Quanto mais comilona você pode ser? Realmente esta Elfa Escura!

“Whoa! Essa firmeza é bastante deliciosa!” (Aisha)

“… não é?” (Souma)

… Sim, eu preciso me juntar. Comecei a cortar um grande pedaço de polvo e os cobri com farinha de trigo, ovo e pão ralado. Então eu os espeto com 3 pedaços por espeto e joguei os espetinhos em uma panela cheia de óleo quente. Fritei até que seu revestimento se tornasse crocante e dourado. Então eu os puxei da penela e adicionei os toques finai com um molho de maionese que eu criei: uma mistura de molho espesso, gema de ovo e vinagre. Finalmente, estava completo.

“[Espetinho de Polvo Fritos] … ou algo semelhante. Bem, sintam-se livre para comer.” (Souma)

Eu dei a todos um espeto.

Liecia e Tomoe-chan colocaram nervosamente em suas bocas. No entanto, no momento em que chegou às suas bocas.

“!?O que é isso? Delicioso!” (Liecia)

“Isso é realmente… realmente delicioso!” (Tomoe)

Seus olhos estavam abertos por causa da delicia. Bem! Eu fiz um pose de coragem*20* dentro da minha mente.

“Isso é realmente delicioso. Saindo da crosta crocante foi a surpreendente suculência do polvo.” (Juna)

“V-Verdade! Eu nunca tinha percebido antes que o polvo iria muito bem com o molho!” (Poncho)

“Este molho branco e o polvo adequadamente amalgamados juntos. É um trabalho magnífico, Sua Majestade.” (Juna)

“Sim, então, Sua Majestade também pode cozinhar! É surpreendente! Sim!” (Poncho)

Juna-san e Poncho falavam palavras parecidas com as de um repórter gourmet. Aqueles dois estavam comendo o polvo e saboreando o sabor. A proposito, Aisha estava,

*chomp*chomp*munch*munch*…

Com uma velocidade espantosa, ela esvaziou os espetinhos produzidos em massa… Sim, vamos deixá-la sozinha.

◇ ◇ ◇

“… Ei papa?”  (Criança Aleatória)

“Sim. Se é sobre o polvo, hoje também pegamos muitos deles na rede.” (Pai Aleatório)

“Mesmo!? Eu quero comer!” (Criança Aleatória)

“Sim, certo. Nós sempre os jogamos fora, mas vamos tentar comê-los.” (Pai Aleatório)

Nas aldeias costeiras, essa conversa prevaleceu.


Capítulo Anterior | Próximo Capítulo