Dreadful Radio Game - Capítulo 17


Capítulo 17 – O Assassino!


Se eles não conseguissem encontrar o assassino desta vez, então só Deus saberia quando a próxima chance viria. Além disso, desta vez, o homem de papel, ou o verdadeiro assassino por trás disso, ainda seguiam o caminho e os procedimentos originais. Como o enredo já era conhecido, Su Bai e Childe Hai tinham alguns traços para perseguir, pelo menos eles saberiam quando e onde o homem de papel apareceria.

Mas e da próxima vez?

Quem seria o próximo alvo do homem de papel?

Onde se esconderia para fazer um ataque fatal?

Ninguém sabia e ninguém iria fazer alguma adivinhação. Mesmo que eles pudessem transporta sacos de sangue ao redor, ainda seria impossível se defender efetivamente. E Childe Hai ficou ferido; só ele poderia lutar contra esse homem de papel por um tempo. O homem de óculos de sol tinha fugido, Guo Gang tinha sido morto no local e Su Bai não conseguia lidar com um ataque desse nível sozinho. Portanto, esta era realmente a última chance. Se eles não conseguissem seguir este homem de papel de volta ao verdadeiro assassino, as coisas ficariam completamente fora de controle.

Foi por isso que Su Bai não se vingou de Childe Hai enquanto ele estava lutando contra o homem de papel. Ele queria sobreviver; se ele matasse Childe Hai, ele nunca poderia vencer o homem de papel e o verdadeiro assassino por trás dele sozinho.

A vitalidade do homem de papel pareceu ter sido muito diminuída depois que foi mergulhado em sangue, então ele não correu muito rápido. Portanto, quando Su Bai desceu as escadas, ele não tinha ido longe, e até parecia estar voando com dificuldade. Não voava mais alto no ar do que uma pipa.

Isso era bom.

Su Bai cobriu sua bochecha com uma das mãos, mas o sangue ainda estava saindo. Ele não tinha outra escolha. Não havia tempo suficiente para lidar com a ferida. Quase toda a carne da bochecha direito havia sido cortada. Era ruim, mas, felizmente, não o mataria por enquanto, e isso não afetou sua capacidade de se mover. Somente, ele parecia extremamente horrível.

Só após Su Bai ter ido longe atrás do homem de papel que Childe Hai cambaleou. Ele subiu à entrada e desistiu da ideia de persegui-los. Ele se sentou contra a parede, murmurando:

“Porra, se este novato encontrar o assassino, ele terá a maior parte da atribuição dessa tarefa. Deve ser o seu dia de sorte.”

[ID: Se isso é sorte, eu estou de boas não tendo nenhuma!]

Childe Hai sabia que, embora não estivesse disposto, ele tinha que rezar para que Su Bai pudesse seguir o homem de papel ao assassino por trás dele e realizar a tarefa principal para todos os outros.

Caso contrário…

Quando o homem de papel for reparado ou substituído por um novo…

Todos estariam esperando para serem mortos um a um. Uma vez que este homem de papel existia na realidade, e este caso em si era um evento sobrenatural, tornou-se ainda mais poderoso e terrível depois de virar uma história da ‘Radio Macabra’. No mundo real, Childe Hai ficaria confiante de que ele poderia derrotar este homem de papel, mas aqui ele não conseguia.

Do outro lado, para o espanto de Su Bai, o homem de papel foi para a faculdade.

“O assassino é realmente alguém da faculdade.”

Su Bai não se sentiu tão surpreso com isso. As vítimas eram dois estudantes e a namorada de Chen Chu foi espalhada de propósito pelo campus. Assim, era muito provável que o assassino fosse alguém de dentro da faculdade. Se fosse alguém de fora da faculdade, então ele não ficaria tão obcecado com a faculdade, escolhendo alvos entre estudantes ou descartando os corpos no campus.

Quem na terra poderia ser?

Um guarda? Um professor? Ou um aluno?

Por sorte, a Função de Omissão ajudou Su Bai. Enquanto ele estava perseguindo o homem de papel do apartamento até a faculdade, ele não viu ninguém – não havia carros nas ruas, nenhum guarda na sala de guarda perto do portão da faculdade e nenhum estudante no campus.

Caso contrário, se houvesse professores ou estudantes ao redor, ou se houvesse guardas na sala de guarda, Su Bai não poderia continuar correndo atrás do homem de papel com todo o sangue nele.

No entanto, de outra perspectiva, se um personagem em alguma história finalmente encontrasse um brilho de esperança depois de tantas dificuldades, feridas ou até mesmo mortes, e, de repente, um lote de pessoas ou guardas entrasse em seu caminho e destruísse aquele brilho de esperança, isso seria um sofrimento tão grande para o público ouvindo a história. Talvez a ‘Rádio Macabra’ tenha oferecido tal conveniência aqui, em vez de seu estilo realista, apenas para fazer a história prosseguir.

Tentando se livrar de Su Bai, o homem de papel escolheu entrar na floresta. Mas Su Bai era um estudante daqui depois de tudo, e graças ao Clube de Assassinos, embora ele não fosse rival para os assassinos profissionais que realmente levavam missões de homicídio, ele de alguma forma tinha o hábito de observar tudo ao seu redor.

Portanto, Su Bai estava muito familiarizado com a floresta e seria difícil para o homem de papel se livrar dele ali.

O homem de papel estava correndo na floresta e sua figura às vezes desaparecia. Mas Su Bai estava observando com calma, por isso era impossível para o homem de papel manter-se fora de sua vista o suficiente para se livrar completamente dele.

Assim como Su Bai estava cada vez mais perto do homem de papel, ele começou a mudar. Sim, estava trocando a pele.

E apareceram mais dois homens de papel que eram exatamente os mesmos.

Era tão estranho que Su Bai estava confuso. De repente, os três homens de papel foram em três direções opostas na floresta, mas Su Bai não teve ideia de qual deveria seguir. E se ele não pudesse tomar uma decisão em breve, depois que os homens de papel corressem para longe, seria tarde demais!

“Droga!”

Su Bai rangeu os dentes. Ele não era reconciliado com uma aposta de um em três, mas isso era urgente; ele tinha que ter uma chance, mas se ele não escolhesse direito, o resultado seria impensável.

No entanto, apenas neste momento, uma luz veio do caminho fora da floresta. E Su Bai estava familiarizado com essa luz.

A luz brilhava nos três homens de papel, um a um. Finalmente, do homem de papel no meio, surgiu uma luz pálida como reação.

Aquele!

Exatamente!

Su Bai não hesitou mais e seguiu aquele homem de papel que estava refletindo.

No caminho fora da floresta, um homem tirou os óculos de sol e esfregou os olhos. Do lado de seus olhos havia sangue escorrendo. Aparentemente, ver uma aparência complicada de tal distância era uma espécie de carga, mesmo para ele.

Quanto a Su Bai, a perseguição ainda estava acontecendo. Parecia haver uma competição de resistência entre um homem de papel e um homem real; ambos estavam tentando o seu melhor.

Mas o homem de papel parecia estar em pior forma, porque Su Bai percebeu que a altura do voo estava diminuindo; finalmente, voava mesmo com uma metade do corpo arrastando no chão, impossível de puxar para cima.

Estava morrendo!

Ele tinha que retornar ao seu mestre o mais rápido possível.

E o lugar para onde estava indo…

… deve ser aonde o assassino estava!

Finalmente, o homem de papel não aguentava mais nada. Saiu da floresta e pareceu parar o emaranhamento com Su Bai.

No entanto, o que aconteceu depois deixou Su Bai ainda mais surpreso; o homem de papel entrou diretamente no dormitório depois que saiu da floresta.

Su Bai perseguiu por tudo e finalmente…

… voltou para o dormitório onde ele morava!

O assassino…

… sempre viveu no mesmo prédio com ele?

Você está brincando!

Su Bai de repente se sentiu tão ridículo. Mas ele continuou andando depois, porque viu aquele homem de papel entrar com seus próprios olhos, e ele tinha certeza de que não sentia falta disso.

Dentro do dormitório, Su Bai estava atrás do homem de papel que mal podia voar. Estava realmente à beira de ser incapaz de voar; estava quase deslizando no chão e estava ficando mais lento e mais lento. Na verdade, se Su Bai estivesse tentando arduamente, ele poderia o alcançar, mas ele não fez isso. O que ele queria não era este homem de papel, mas a pessoa por trás dele.

Se o homem de papel tivesse desaparecido, o assassino faria um novo; destruir o homem de papel não fazia sentido para Su Bai. Quanto à razão pela qual o homem de papel teve que retornar ao seu mestre, mesmo nessa condição, era uma reação instintiva ou uma trama definida pela Rádio Macabra?

Se Su Bai era o assassino e se seu homem de papel tivesse falhado, ele poderia interromper imediatamente a conexão entre ele e o homem de papel e deixar o homem de papel por contra própria em vez de deixá-lo levar o rival para si mesmo.

É claro que o assassino pode ter alguns problemas secretos, ou ele perdeu o controle do homem de papel depois que ele foi solto para que o homem de papel só pudesse fazer o que foi dito antes.

Finalmente, no terceiro andar, o homem de papel estava tão perto do cão que atravessou o espaço abaixo da porta com os pés primeiro e depois com a cabeça. Antes de sua cabeça entrar, olhou para Su Bai e a cor vermelha em suas bochechas tornou-se ainda mais estridente depois de molhar no sangue.

Su Bai ficou em frente à porta com descrença.

“É ele!”

Naquele momento, uma voz entrou na mente de Su Bai:

“Tarefa Principal 2 Realizada…”


Capítulo Anterior | Próximo Capítulo