Awakening - Capítulo 44


Capítulo 44 – Se Encontrando Novamente


“Clara, então você estava aqui, estávamos procurando por você em todos os lugares.” Shizuko não reconheceu Masashi de imediato.

Clara olhou com vergonha para Masashi.

“Isso… Ah, é você! Por quê você está aqui?” Ao ver Masashi, Shizuko ficou muito surpreso.

Os outros dois meninos também reconheceram Masashi, mostrando uma expressão assustada e irritada.

“Você pode me introduzir a ele? Neste momento, por um lado, uma voz adulta ressoou.

Clara olhou com gratidão para o homem, “Eu vou lhe apresentar, esse é o meu colega da escola fundamental, Gennai Masashi, ao lado dele está sua irmã, Gennai Kazumi. Gennai-san, este é o nosso novo professor de química, Maruo Chojiro. Você está familiarizado com os outros.”

“Olá. Eu sou Maruo Chojiro. Prazer em conhecê-lo.” O jovem professor sorriu e estendeu a mão.

“Olá.” Masashi apertou a sua mão.

Masashi de repente teve um estranho sentimento, como se ele já tivesse visto essa pessoa antes. Ele refletiu sobre isso um pouco, mas ele ainda não tinha memórias disso.

“Clara, você esteve junto com ele?” O menino que tinha sido enganado por Masashi se aproximou de Clara e perguntou.

“Murata, meus assuntos não são de sua preocupação.”

“Eu sou seu namorado.”

“Nunca reconheci isso.”

“Você… por causa dele?” O menino apontou para Masashi.

“Eu disse, que os meus assuntos não são de sua preocupação. Gennai-san, vamos sair daqui.”

Masashi não teve escolha senão segui-la.

“Irmão, você está sendo considerado, como um rival no amor.” Kazumi se aproximou e sussurrou.

Ao ver sua expressão alegre, Masashi arregalou os olhos para ela.

Ele não fez nada, mas ainda acabou mexendo com tal situação.

Se aproximando da sala de Rumi, viram um sinal pendurado na entrada com a aparência de um copo de café. Havia também contas que estavam penduras em ambos os lados da porta com cores diferentes. Na janela havia fitas e balões amarrados. Do lado de fora, parecia muito colorido.

“Muito legal, parece um café. Quem pensou no design definitivamente tem um bom gosto.” Masashi disse a Kazumi.

“Tenha cuidado para não deixar Rumi ouvir você, ela está trabalhando muito para arrumar a mesa.” Kazumi deu-lhe uma olhada.

“Você realmente é uma boa guardiã, se você se juntar à competição pelos top pais, você definitivamente entrará no top 10.”

“Você fala demais, entre rapidamente.”

Clara riu e viu os dois irmãos brigarem um com o outro.

Entrando, viram uma sala cheia de mesas e cadeiras emprestadas. As atendentes mulheres usavam o mesmo vestido que Rumi usava enquanto os atendentes homens usavam uniformes enquanto caminhavam ao redor saudando os convidados.

“Sênior, Kazumi, vocês finalmente chegaram, estive esperando por vocês há muito tempo.” Os três entraram e foram imediatamente saudados por Rumi.

“Gennai-san, isso é…” Clara ficou impressionada com a esplêndida aparência da menina.

“Assim como eu mencionei, esta é minha colega de escola, Nagakawa Rumi. Rumi, esta é minha colega da escola fundamental, YoFan Clara, que estuda na escola particular Pang Mu, que acabei de encontrar.”

“Olá, Senhorita YoFan.” Em frente a estranhos, Rumi sempre seria humilde e educada.

“Olá, Nagakawa-san.” Clara acenou com a cabeça para ela, sua expressão era um pouco estranha.

Após os três estarem sentados, Rumi colocou uma bandeja com três xícaras de café e alguns petiscos.

“Convidados, por favor, aproveitem.” Rumi segurou a bandeja olhando para Masashi com um sorriso bonito.

Masashi e Kazumi primeiro se inclinaram e cheiraram o café como reflexo, depois olharam para a pessoa no lado oposto, Clara ficou em silêncio.

“Tem algo no meu rosto?” Clara sentiu-se um pouco desconfortável quando os dois olharam para ela com olhos brilhantes, então ele inconscientemente limpou o rosto.

“Nada, beba rapidamente, ou vai ficar frio e com gosto ruim.” Masashi disse sorrindo.

“Ok.” Clara colocou os lábios no copo e imediatamente bebeu.

“O gosto está normal?” Depois de ver ela beber, Masashi perguntou de repente.

Kazumi o pisou.

“Quero dizer, ele está bom?” Masashi resistiu à dor e absteve-se de gritar.

“Muito bom, isso é muito bom.” Clara, muito dama, limpou a boca com uma toalha de papel.

Subconscientemente sentiram-se aliviados e começaram a beber.

“Vamos, prove esses petiscos, eles parecem muito saborosos.” Kazumi sorriu e disse a Clara.

“Oh, obrigada.” Claria ficou um pouco surpresa. Ela pensou que Kazumi a odiava, mas parece que era apenas a sua imaginação.

“Como está o gosto?” Depois que Kazumi a viu comer, ela perguntou rapidamente.

“O gosto é bom, dentro há um sabor cremoso profundo.” E, ao mesmo tempo, Clara tomou um gole de café.

“Isso.”

Ao ver a expressão decepcionada de Kazumi, Masashi começou a suar frio. Ele percebeu o que essa mulher venenosa queria dizer quando falava aquelas palavras.

“Rumi, parece que você melhorou.” Degustando o biscoito, Kazumi disse alegremente.

“Este não foram feitos por mim, meus colegas de classe que fizeram. Eu não sabia o porquê, mas toda vez que eu queria ajudar, eles me pediriam para fazer outra coisa. Eu também queria fazer alguns petiscos para vocês provarem.”

Então é por isso que o gosto é bom, os dois irmãos gritaram em seus corações.

“Não importa, você pode fazer um em casa e entregá-lo ao irmão, e ele acabou de me queixar que faz mais de um mês que ele não prova a sua comida.” Kazumi disse, sorrindo.

“Sério? Bem, sênior, vou voltar e fazer uns petiscos, você quer biscoitos ou chocolate? Vestindo um vestido bonito, a menina olhou para Masashi alegremente.

“O que você quiser.” Masashi revelou um sorriso rígido.

“Vou fazer chocolate, porque você acabou de comer biscoitos. Sênior, Rumi está indo agora, bem como a Senhorita YoFan, apenas sentem-se e esperem, irei cumprimentar os outros convidados e voltarei rapidamente.” Rumi foi até as pessoas, falou algumas palavras e depois saiu.

“Kazumi, mesmo eu não deixarei de lado a sua travessura.” Masashi inclinou-se de lado e sussurrou para as orelhas de forma abatida.

“Irmão, você pode descansar em paz. É porque você estava ausente por mais de um mês, sem dizer uma palavra, isso é apenas interessante.” Kazumi se inclinou e disse.

“Eu vou te estrangular, sua garota morta.” Masashi comeu e deu uma grande mordida.

Kazumi riu alto.

Masashi não queria fazer barulho na frente de outras pessoas, então ele não teve escolha senão desistir.

“Garota morta, eu vou voltar para você depois.” Masashi disse amargamente.

Clara estava calmamente sentada ao lado, sem saber do que eles estavam falando.

Neste momento, algumas pessoas vieram, era Shizuko e as outras pessoas. O jovem professor de química, Maruo Chojiro, também estava entre eles.

“Por que você veio aqui?” Ao ver Murata vindo com eles, disse Clara franzindo a testa.

“Por que, não somos bem-vindos?” Disse Shizuko, com um sorriso.

“Claro que não, vá aonde você quer ir.”

“Murta, você está preocupado porque Clara ainda está brava com você. Apenas se desculpe rapidamente como você sempre faz.” Shizuko bateu em Murata.

Murta compreendeu imediatamente e passou por Clara dizendo suavemente. “Desculpe, não fique com raiva, ok?”

“Eu, eu não estou com raiva.” Ao vê-lo pedir desculpas, fez o coração de Clara se acalmar lentamente.

“Vamos dar uma volta, ok?” Murta vendo o olhar de Shizuko, imediatamente soube o que dizer.

“Eu não vou, só quero ficar sentada aqui.” Clara olhou inconscientemente para Masashi.

“Bem, estamos aqui para fazer uma pausa, de qualquer forma, estou um pouco cansado. Maruo-sensei não se importa, certo?” Shizuko disse com um sorriso.

“Eu certamente não me importo, é uma situação tão rara se sentar com essas muitas meninas bonitas.” O professor Maruo disse com um sorriso.

Como ninguém negou, os outros naturalmente ficaram.

Como resultado, as cinco pessoas sentaram-se numa mesa mais próxima da mesa de Masashi.


Capítulo Anterior | Próximo Capítulo